Melhores Whisky
Melhores Whisky

O whisky é um dos destilados mais consumidos em todo o mundo e vêm conquistando muitos adeptos aqui no Brasil. Neste guia você conhecerá quais são os melhores whisky da atualidade e, com toda a certeza, um deles irá combinar com seus gostos pessoais.

Somente será possível escolher um bom whisky se você prestar atenção aos detalhes que permeiam tal bebida. Diversas marcas merecem sua atenção nesta categoria, além disso já existem versões brasileiras que são interessantes tanto em valor quanto em qualidade.

Pensando nisso, selecionamos os top 10 melhores whisky de 2021 de diferentes preços e modalidades, você não pode perder!

Quais os Melhores Whisky 2021

O whisky é produzido à partir de diferentes processos, onde a destilação é a mais importante, todavia cada uma das etapas secundárias possui sua relevância. No geral, para obter esta bebida é feito a maltagem, cozimento, fermentação, destilação, maturação, homogeneização e filtragem. Não deixe de conferir também nossa lista de melhores gins do mercado.

Todos esses passos corroboram para um preço muito alto, portanto se você gosta de um whisky premium de qualidade, então prepare o seu bolso!

Acompanhe, posteriormente, quais são os whisky mais vendidos deste ano e os preferidos de quem aprecia um bom destilado. Observe:

Whisky Chivas Regal 18 Anos

O Chivas Regal possui 18 anos é de maturação e por isso possui uma elegância elevada, contudo o é custo é bem elevado.

Seu sabor com pouco residual deixa a bebida mais agradável e leve, sendo assim, até mesmo os iniciantes conseguem apreciam este destilado sem incômodos com o teor alcoólico, que por sua parte é de 40 %.

Tal destilado é do tipo blended scotch e por isso é um dos melhores da modalidade, sendo premiado mundialmente há mais de 10 anos!

A embalagem moderna e bonita é ideal para quem quer um modelo para deixar em evidência na decoração. Além disso, essa marca é uma das mais conhecidas no Brasil e possui um alto índice de recomendações positivas.

A robustez de suas notas se dá pelo envelhecimento (maturação), além do mais sua cor dourada forte é sua característica mais marcante.

Para a degustação, utilize um copo largo com no máximo duas pedras de gelo, ou sem caso você prefira. Suas notas de degustação remeter a baunilha, mel, caramelo, avelã e peras.

Prós
  • Teor alcoólico suave;
  • Modelo escocês;
  • Sabores e aromas agradáveis;
  • Robustez no paladar;
  • Maturação de 8 anos;
  • Produto amplamente premiado;
  • Embalagem moderna e exclusiva.
Contras
  • Muito caro.

Whisky Jack Daniels Old n°7

Não há dúvidas de que o whisky Jack Daniels é o mais conhecido em todo o mundo, e por isso há diferentes versões com os mais variados preços.

De modo geral, optamos por trazer o modelo clássico Old n°7 que é também o mais vendido. O grande destaque desta versão é seu volume de 1 litro que irá render muitas porções.

Seu teor alcoólico de 40 % é ideal para quem deseja apreciar o destilado da forma pura com ou sem gelo, e ainda em coquetéis ou drinks mais elaborados. Não deixe de conferir também quais as melhores escovas de dentes do mercado.

Este modelo do tipo Bourbon de origem nos Estados Unidos, mais especificamente no Tennessee possui uma longa maturação que chega a até 2 anos em barril o que confere um coloração escura muito marcante ao líquido.

O sabor é bem encorpado juntamente com o aroma amadeirado e notas que lembram milho e baunilha, além de um retrogosto adocicado.

Prós
  • Sabor e aromas incomparáveis;
  • Embalagem icônica;
  • Volume elevado;
  • Ótimo rendimento;
  • Retrogosto doce;
  • Coloração escura;
  • Maturado em barris de carvalho;
  • Indicado para coquetéis ou para consumo puro;
  • Teor alcoólico agradável;
  • 2 anos de maturação.
Contras
  • Preço muito alto.

Whisky Johnnie Walker Double Black

O Johnnie Walker Double Black é outro whisky muito mundialmente conhecido pela qualidade acima da média, o que também corrobora para um custo consideravelmente alto.

O teor alcoólico de 40 % é bem próximo ao padrão e combina principalmente com que aprecia a bebida pura ou somente com um gelo.

Sua textura encorpada é resultado dos 12 anos de envelhecimento em barris de carvalho. Tal processo também agrega em aroma e sabor que destacam-se pelas notas defumadas e amadeiradas.

Ademias, o volume de 1 litro rende diversas porções, portanto a durabilidade será uma das melhores desta modalidade.

O Double Black possui notas muito evidentes na degustação que lembram uvas, maças, baunilha, especiarias e frutas cítricas. Neste contexto, indicamos a harmonização tábua de queijos, salmão defumado, hambúrgueres e, até mesmo chocolates amargos.

Para uma degustação perfeita, utilize um copo baixo, de preferência com gelo, e sirva sempre uma dose de 50 ml por vez.

Prós
  • Marca mundialmente premiada e reconhecida;
  • Ótima graduação alcoólica;
  • Agradável ao paladar;
  • Notas defumadas;
  • Tipo Blended Malt;
  • Não contém glúten;
  • 12 anos de envelhecimento em barris de carvalho;
  • Alto rendimento;
  • Coloração dourado escuro;
  • Retrogosto amadeirado e pouco adstringente;
  • Embalagem bonita e particular.
Contras
  • Muito caro.

Whisky Johnnie Walker Red Label

Se você gostou do produto anterior mas não pode gastar um valor tão elevado, então indicamos a compra do Red Label, que é basicamente uma linha mais acessível da marca Johnnie Walker.

Este é, sem sombra de dúvidas um dos destilados mais populares em todo o mundo, inclusive no Brasil. Mesmo com o baixo custo você não perderá qualidade, pelo contrário, tal versão não deixa a desejar em praticamente nenhum quesito.

O whisky Red Label também pode ser acessado nas versões Green Label, Black Label e Blue Label, que diferenciam-se pelo teor alcoólico e pelo tempo de envelhecimento. Saiba também quais os melhores BCAA do mercado.

Neste caso, a graduação fica na casa dos 40 %, que é uma média bem agradável. Enquanto isso, a maturação de oito anos não decepciona e contempla a bebida com diversas características sensoriais únicas.

As notas de degustação mais evidentes são as de cevada e cereais, deixando a bebida mais equilibrada e fácil de consumir, independentemente da temperatura.

Indicamos o uso de uma pedra de gelo na hora de servir com a bebida em temperatura ambiente, mas se você preferir pode ser feita a apreciação da forma pura ou em drinks complexos.

São outras características próprias do Johnnie Walker Red Label: tipo blended escocês, bom custo benefício, 1 litro de volume total, coloração dourado claro, e harmonização com diversos doces (chocolates) e snacks suaves.

Prós
  • Bom custo benefício;
  • Tonalidade clara;
  • Bom teor alcoólico;
  • Origem escocesa;
  • Ótimo para servir puro ou em drinks;
  • Envelhecimento de 8 anos;
  • Harmoniza com chocolates e outros doces suaves.
Contras
  • Retrogosto sem aspectos interessantes.

Whisky White Horse

O whisky White Horse é nossa maior indicação no quesito custo benefício, em função de apresentar um dos preço mais acessíveis desta lista, mas não para por aí!

São duas opções de tamanho que diferem-se basicamente pelo volume: 500 ml ou 1000 ml. No geral, caso você tenha acesso facilitado, opte pelo frasco maior, já que o valor compensa muito.

Sua fórmula é bem equilibrada e a cor bem clara demonstrando sua suavidade no paladar. O resíduo da degustação mantém aromas e sabores amadeirados completados por notas cítricas e picantes.

Atualmente, o mesmo é muito utilizado na preparação de drinks à base de whisky, porém você poderá degustá-lo também da forma pura. Confira também nossa lista de melhores tinturas para o cabelo à venda.

Este Blended Malt não contém glúten e possui 40 % de teor alcoólico, portanto além de não ficar devendo no rendimento você terá uma boa potência de sabor para compor seus drinks.

Tanta qualidade resulta em um dos modelos mais vendidos do Brasil no último ano e um elevado número de recomendações positivas por parte dos consumidores! Demais, não é mesmo?

Prós
  • Ótimo custo benefício;
  • Teor alcoólico agradável e potente;
  • Fórmula equilibrada;
  • Duas opções de volume;
  • Alto rendimento;
  • Blended Malt escocês;
  • Livre de glúten;
  • Perfeito para drinks;
  • Notas amadeiradas, cítricas e picantes;
  • Embalagem contemporânea.
Contras
  • Difícil de harmonizar na forma pura.

Whisky Jameson

Este é o whisky favorito de muitas pessoas e não é à toa, suas características sensórias são absurdas e costumam agradar principalmente que já é adepto deste tipo de destilado.

Sua modalidade Blended Malt corrobora para as notas amadeiradas que marcam de forma positiva o retrogosto deste whisky, que combina muito bem com um bom charuto ou uma carne vermelha que tenha passado por uma excelente reação de Maillard.

Atualmente há duas versões deste produto, com 750 ml e 1 litro. Analisando o custo médio, a melhor opção é o frasco maior em volume.

Depois de tantas opções originárias da Escócia, já estava mais do que na hora de trazer uma versão irlandesa, que corresponde a outra região rica em destilados de alta qualidade.

O que mais chama a atenção aqui é o mix de cevadas e a destilação tripla que deixa a bebida anda mais robusta e fácil de tomar. O equilíbrio se dá pelas notas adocicadas e picantes advindas do acréscimo de xerez em sua produção.

A graduação alcóolica de 40% é incrível permite um uso prático em drinks ou até mesmo de forma pura com um gelo para melhorar a temperatura e equilibrar os sabores.

Prós
  • Toque de xerez;
  • Modelo irlandês importado;
  • Fácil de harmonizar;
  • Teor alcoólico agradável e potente;
  • Fórmula equilibrada;
  • Bom rendimento;
  • Duas opções de volume;
  • Blended Malt;
  • Não contém glúten;
  • Ideal para drinks leves;
  • Notas amadeiradas.
Contras
  • Custo intermediário.

Whisky Jim Beam Black Extra Aged

Em uma mesma faixa de preço do produto listado acima, temos o whisky Black Extra Aged da Jim Beam. Esta versão é um clássico do tipo Bourbon Americano com 4 anos de envelhecimento.

O sabor encorpado e a cor dourada brilhante devem-se à sua fabricação exclusiva. O frasco de 1 litro gera um rendimento adequado ao seu uso, sobretudo pela indicação de consumo puro ou em drinks pouco elaborados.

O retrogosto de carvalho é evidenciado ainda pelo aroma, ambos em decorrência da maturação longa. Durante a degustação pequenas notas apimentadas são sentidas, ideal para harmonizar com chocolates com alto grau de amargor e doces à base de caramelo.

Seu grau alcoólico de 43 % faz o investimento valer a pena, por seu uma versão black e ter uma das embalagens mais elegantes da categoria. Saiba também quais os melhores tênis para corrida disponíveis no mercado.

Prós
  • Teor alcoólico elevado;
  • Estrutura potente e equilibrada;
  • Notas apimentadas e amadeiradas;
  • Harmoniza com doces;
  • Embalagem elegante;
  • Volume elevado com alto rendimento;
  • 4 anos de envelhecimento;
  • Tipo Bourbon Americano;
  • Livre de glúten.
Contras
  • Valor consideravelmente alto.

Whisky Old Parr 18 Anos

Deseja provar um dos melhores whisky envelhecidos, então o Old Parr com 18 anos é tudo o que há de melhor atualmente.

O valor, é obviamente muito caro, porém não daria para ser diferente diante tamanha qualidade e maturação. Outro detalhe que merece ser evidenciado é o volume de apenas 750 ml.

Tal destilado do tipo blended escocês fara o consumidor ter uma experiência única, principalmente que já possui um paladar acostumado com essas bebidas mais robustas.

O Old Parr 18 Anos é reconhecido em qualquer país e sua composição é uma das mais potentes desta lista, sendo os principais: caramelo, malte e álcool de cereais envelhecidos.

Sua maturação ocorre em barris de carvalho, que caracterizam sabores incomparáveis de madeira, caramelo e notas secundárias frutadas.

Apesar destes detalhes a concentração alcoólica não sobe além da média do que vimos até esse momento, então você terá uma degustação agradável sem que o álcool passe por cima destes aromas exclusivos.

A maioria dos sites nacionais classificam muito bem tal bebida e a grande parte dos consumidores mostram-se satisfeitos com a compra, então não pense duas vezes e aprecie com moderação!

Prós
  • Alta maturação;
  • Mix de aromas exclusivos;
  • Notas frutadas, carameladas e amadeiradas;
  • Teor alcoólico excelente;
  • Textura robusta;
  • Livre de glúten;
  • Indicado para consumo na forma pura;
  • Embalagem clássica e colecionável.
Contras
  • Preço muito alto;
  • Volume poderia ser maior.

Whisky Drurys

Na nona colocação de nosso ranking iremos avaliar o whisky Drurys que é o famoso bom e barato, característica essa que faz o produto ser o preferido dos brasileiros.

Sua produção nacional é feita desde o ano de 1959, sendo assim não há dúvidas sobre a confiabilidade desta compra. Aliás, este destilado é facilmente encontrado em qualquer supermercado ou empório de bebidas.

Caso você queria reunir a família ou os amigos para preparar coquetéis com um baixo custo então o Drurys é o whisky certo para você. Essa bebida se dá muito bem com preparações diversas, sobretudo para flambar uma carne ou para deglacear o fundo de uma frigideira para construir os sabores de um molho, por exemplo.

Por outro lado, se o objetivo é ousar em drinks ou receitas, opte pelos modelos mais aromáticos que vimos no decorrer deste guia. Este blended brasileiro é bem simples e conta com um teor alcoólico agradável de 39 %.

Prós
  • Bom e barato;
  • Alto volume;
  • Ótimo rendimento;
  • Blended brasileiro;
  • Não contém glúten;
  • Perfeito para drinks;
  • Pode ser utilizado em receitas e preparações básicas.
Contras
  • Poucos aromas e sabores extras.

Whisky Glenmorangie The Original

Para concluir nosso ranking com chave de ouro, optamos pelo modelo Glenmorangie The Original que é simplesmente um whisky premium importado da Escócia.

Sua fórmula é amplamente equilibrada e gera uma sensação agradável durante a degustação pura. Seu uso pode ser feito em drinks, mas tenha uma atenção às combinações.

A harmonização também exige um cuidado especial, sendo indicado para snacks leves, mas evite preparações muito adocicadas ou agridoces, pois ambas não vão bem com este single malt.

Mesmo tendo 10 anos de envelhecimento e um teor alcoólico de 43 %, a bebida segue leve no paladar e fácil de beber.

O frasco é bem clássico no design para combinar com a tonalidade clara e brilhante da bebida, que por sua parte, apresenta notas amadeiradas e uma adstringência média.

São as características secundárias do whisky Glenmorangie The Original: volume de 750 ml com um bom rendimento, não contém glúten, preço elevado e aromas florais elegantes.

Prós
  • Frasco bonito e exclusivo;
  • Retrogosto elegante com adstringência média;
  • Alto teor alcoólico;
  • Fórmula equilibrada;
  • Bom rendimento;
  • Produto importado;
  • Livre de glúten;
  • Notas amadeiradas e florais.
Contras
  • Muito caro;
  • Harmonização exige cuidados extras.

Melhores Whisky Custo Benefício

O melhor whisky em custo benefício segundo o nosso guia é o Johnnie Walker Red Label, por ter também um excelente número de vendas no cenário nacional.

Ele conta com um teor alcoólico elevado e uma fácil harmonização, especialmente com doces. Sua cor é muito bonita e deixa bem evidenciado a leveza e a degustação equilibrada deste produto.

Além do mais, se você está buscando uma versão boa e barata para servir várias pessoas com drinks ou coquetéis, então nossa indicação é outra.  O whisky Drurys é o melhor para estas situações, podendo ser utilizado até mesmo em receitas.

Tendo isso em vista, há algumas versões que destacam-se pelo preço baixo, mas sempre compare se a qualidade é mantida.

Melhor Marca de Whisky

São tantas marcas que fica até difícil escolher uma como a melhor, mas como tal decisão é necessária, então optamos pela Johnnie Walker.

Sua origem escocesa garante uma qualidade excepcional simplesmente pela região. Além de ser importada, ela é campeã de vendas em todo o mundo e possui versões para os mais diferentes nichos.

Outras marcas que merecem ser citadas neste tópico, são: Chivas, Jack Daniels, White Horse e a Jim Beam. Ambas são confiáveis e podem claramente ser a sua favorita, mas lembre-se de conferir a procedência e a originalidade!

Como escolher os Melhores Whisky?

Provavelmente você deve ter gostado de muitas opções que listamos até este momento, mas afinal, qual é a mais adequada? Será exatamente este ponto que iremos trabalhar neste item.

De modo geral, os parâmetros que devem ser comparados são: tipo, origem, rendimento, envelhecimento, teor alcoólico e diversos outros. Veja, logo abaixo, o detalhamento de cada um destes critérios:

Região:

A origem do whisky irá dizer muito sobre suas características sensoriais, sobretudo pelo terroir da região, que irá gerar todos os ingredientes que serão utilizados na preparação desta bebida.

Logo, cada país terá um produto final totalmente diferente. Vale a pena consultar, da mesma maneira, qual o processo de fabricação utilizado, pois tal aspecto também muda profundamente a fórmula do destilado.

São os principais países produtores de whisky em 2021:  Escócia, Irlanda, Estados Unidos, Brasil e Japão.

Envelhecimento:

Quanto maior o tempo de maturação da bebida, mais encorpada é sua textura. Porém outros pontos também são alterados, como o sabor e o aroma que, via de regra, são fortalecidos.

Ao contrário do que muitos pensam, o processo de envelhecimento não deixa o produto alcoólico demais, pelo contrário, sua degustação fica muito mais equilibrada e agradável, porém com notas mais acentuadas.

No geral, há versões de 3 anos até 18 anos, porém quanto mais velho, consequentemente mais caro será o destilado.

Sendo assim, indicamos aquelas versões que possuem mais de 4 anos neste processo, pois os aromas amadeirados já começaram a se formar e a experiência será incrível.

Caso você pretenda um whisky de nível premium, então é indicado focar nos modelos com, pelo menos 7 anos, nos quais as notas florais e frutadas estão evidentes e compensam o alto investimento.

Teor Alcoólico:

Este aspecto está diretamente relacionado com a força da bebida, portanto é um item literalmente pessoal. Caso seu gosto seja mais refinado opte por modelos com mais de 50%.

Nos casos de iniciantes ou pessoas que desejam uma bebida destilada para drinks, a escolha correta é aquela com menos de 45%.

Volume e Rendimento:

Como o preço é quase sempre elevado nestas bebidas, nada mais justo do que ser recompensado com uma grande durabilidade, não é mesmo?

Bem, para isso deve-se analisar o volume da garrafa e ter em mente o tipo de uso que será empregado ao destilado.

É comum acessar versões de 500 ml até 1.000 ml, tendo isso em mente, orientamos a compra das garrafas com 750 ml ou mais, assim tanto em drinks quanto puro o rendimento será benéfico.

Dicas Extras:

Agora que você já compreendeu praticamente tudo sobre este destilado, é provável que ainda esteja em dúvidas entre uma ou mais bebidas, correto? Com o intuito de facilitar sua escolha, preparamos uma lista com pontos a serem analisados de forma secundária. Veja e compare:

  • Facilidade de harmonização;
  • Notas de degustação;
  • Confiabilidade da loja e procedência do whisky;
  • Custo;
  • Design do frasco;
  • Opções de volume;
  • Tipo de barril utilizado na maturação;
  • Quantidade de destilações;
  • Processo de fabricação.

Beba com Moderação

Venda proibida para menores de 18 anos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui