Melhores Cervejas
Melhores Cervejas

As cervejas são insubstituíveis na vida de um brasileiro que se preze, seja em uma confraternização com os amigos ou para uma degustação mais lenta e harmoniosa. Independentemente do tipo da bebida ou da forma que você gosta de beber, as melhores cervejas sempre estarão em abundância no mercado.

Diante disso, fica difícil escolher apenas uma opção, então focamos em relacionar uma lista com as 10 melhores cervejas e efetuar o review de cada uma delas visando facilitar a sua compra. Saiba mais!

Quais as Melhores Cervejas 2021

A cerveja é uma das bebidas mais antigas do mundo, e seu modo de fabricação já passou por uma série de mudanças.

Sob esse ponto de vista, ainda existem aquelas cervejas tradicionais e que segue as normas de pureza desde a sua receita original, no entanto o mercado segue colhendo os frutos das novas cervejarias que nascem ano a ano.

Atualmente, há cervejas originárias de diferentes cantos do mundo, inclusive no Brasil onde as micro cervejarias vêm ganhando espaço e conquistando novos adeptos.

Abaixo, estão listadas as top 10 cervejas de 2021 e com certeza uma delas se encaixa exatamente no perfil que você está buscando. Acompanhe:

Cerveja Franziskaner Hefe Weissbier Hell

Quando o assunto é cerveja, nada mais justo do que iniciar essa lista com uma bebida clássica de origem alemã, a Franziskaner Hefe Weissbier Hell.

A receita desta bebida surgiu no ano de 1363 na cidade de Munique, pois então não há dúvidas sobre quão clássica é tal cerveja. Sua embalagem demonstra isso com todos os seus detalhes tradicionais da região.

No geral, são 500 ml com um teor alcoólico robusto de 5%. Quanto ao seu preço, levando em consideração as cervejas nacionais, pode ser considerada como intermediária. Saiba também quais as melhores marcas de Gins disponíveis!

A Franziskaner Hefe Weissbier Hell conta com uma cor dourada bem clara e turva, características evidentes de uma cerveja à base de trigo. No paladar, as notas são suaves e o retrogosto bem refrescante.

O sabor na degustação remete ao fermentado intenso que pode agradar que ama esse tipo de bebida e desagradar ao mesmo tempo quem se incomoda com um cítrico muito evidente.

Em complemento notas frutadas também são perceptíveis, sobretudo no aroma. Enquanto isso, sua espuma branca, densa e longa também é uma marca registada deste modelo.

Para uma harmonização agradável, indicamos frutos do mar, peixes, alimentos condimentados e até mesmo o famosa Weisswurst, uma salsicha inteiramente branca que é muito tradicional da Baviera, onde essa bebida é fabricada.

Indicamos ainda o uso de um copo alongado para uma melhor concentração da espuma, resultando em uma cremosidade maior!

Prós
  • Fácil de harmonizar;
  • Espuma longa e cremosa;
  • Notas acentuadas de fermento e trigo;
  • Aroma frutado;
  • Cor turva;
  • Retrogosto refrescante;
  • Alto teor de álcool.
Contras
  • Valor intermediário.

Cerveja Hoegaarden Witbier

Se você ainda não conhece essa cerveja, não perca tempo pois o sabor é incomparável e o custo é um dos mais acessíveis da categoria.

A Hoegaarden Witbier é bem compacta, tendo apenas 330 ml de volume e uma embalagem curta, ideal para consumir sozinho.

Assim como o item acima, ela também possui base de trigo, porém é classificada como uma Witbier de origem belga. Sua graduação alcoólica de 4% agrada até mesmo iniciantes neste tipo de bebida, especialmente pelo frescor apresentado.

Sua textura incorporada e turva é resultado de sua fabricação exclusiva, conferindo um sabor cítrico e condimentado. O aroma remete à especiarias e frutas secas, enquanto sua espuma é bem simples e suave.

Aliás, sua formulação envolve sementes de coentro e casca de laranja que dão notas ainda mais peculiares, embora que ambas sejam perceptíveis de maneira leve no paladar.

Ademais, todas essas características específicas quando combinadas com pratos ácidos e picantes harmonizam perfeitamente. O maior exemplo é o ceviche, principalmente os mais apimentados e com folhas frescas de coentro.

Prós
  • Bom custo benefício;
  • Combina com alimentos picantes, condimentados e ácidos;
  • Aroma condimentado;
  • Alta refrescância;
  • Coloração turva;
  • Estrutura leve;
  • Baixo teor alcoólico.
Contras
  • Espuma simples;
  • Rendimento muito baixo.

Cerveja Leopoldina Pilsner Extra

A Leopoldina Pilsner Extra é uma cerveja indicada para quem gosta de algo mais tradicional, principalmente quanto a especificação de puro malte.

Esta cerveja é a primeira de nossa lista a ser inteiramente produzida em território nacional, e por isso conta com um custo acessível.

A refrescância acentuada é a sua qualidade mais evidente, enquanto os 500 ml de volume são ideais para compartilhar em até duas pessoas. Descubra também quais as melhores marcas de whisky a venda no Brasil.

A coloração clara, por sua vez, é resultado da baixa fermentação. O estilo lager combina com o colarinho branco e com as notas maltadas que carregam o retrogosto desta bebida com um leve amargor.

O aroma é floral e possui uma forte incidência e vivacidade. A embalagem é bem bonita e conta com detalhes clássicos.

Para servir não há tantos segredos, mas para a harmonização adequada é indispensável saber combinar as notas. Neste caso, carnes vermelhas grelhadas ou assadas com pouca untuosidade são as mais indicadas!

Prós
  • Preço acessível;
  • Frasco clássico;
  • Fácil de beber;
  • Perfeita para dividir;
  • Ideal para harmonizar em churrascos;
  • Aroma floral;
  • Não é filtrada;
  • Colarinho branco;
  • Estrutura equilibrada;
  • Produção nacional;
  • Boa graduação alcoólica (5%).
Contras
  • Espuma simples;
  • Rendimento muito baixo.

Cerveja London Porter Fuller’s

A cerveja London Porter é perfeita para quem aprecia sabores mais intensos, porém tenha em mente que o preço é bem elevado, principalmente quando comparado com o volume de apenas 330 ml.

É importante ressaltar o teor alcoólico de 5,4% e o IBU 33 desta cerveja de origem inglesa, que resultam em uma potência superior no sabor. A coloração, no que lhe diz respeito, é bem intensa e remete ao cobre.

Sua complexidade se dá pelas características do estilo Porter e da fermentação do tipo Ale. As notas aromáticas lembram café, toffee (caramelo), chocolate e frutas vermelhas.

O retrogosto amargo é agradável e possui uma certa camada de adstringência prolongada, que combina com a sua estrutura robusta.

A Fuller’s London Porter vai muito bem com carnes vermelhas grelhadas ou cozidas. Nossa dica extra é utilizá-la em preparos longos como ragu ou guisados bovinos, para agregar sabor ao molho.

Prós
  • Grande concentração de álcool;
  • Possui um retrogosto amargo;
  • Harmoniza facilmente com carnes cozidas;
  • Aromas acentuados;
  • Coloração escura;
  • Estrutura robusta.
Contras
  • Preço consideravelmente alto;
  • Baixo volume.

Cerveja Guinness Draught

A Guinness Draught é uma das mais conhecidas em todo o mundo por suas peculiaridades. Seu valor é um pouco elevado, mas levando em conta que este modelo é importado o valor se faz jus.

Sua categoria é a Stout com origem irlandesa, elaborada pelo icônico Arthur Guinness no ano de 1759 na cidade de Dublin. A harpa utilizada como logotipo desta bebida também remete à Irlanda por ser um de seus símbolos mais nacionalistas.

A coloração super escura é, sem sombra de dúvidas, sua maior marca juntamente com a espuma cremosa e alongada. Não deixe de conferir também quais as melhores marcas de poli vitamínicos à venda no mercado.

Sua estrutura robusta tem como maior característica o retrogosto amanteigado oriundo da torra do malte. Na degustação, você pode sentir o equilíbrio entre o doce e o amargor, juntamente com a textura densa.

Indicamos o consumo puro para que você não perca nenhum aspecto de sabor e aroma. Aliás, sua fermentação do tipo Ale culmina em uma cerveja de intensidade alcoólica média (teor de 4,2%).

Este modelo específico em lata possui 440 ml e é indicado para consumo de uma única pessoa, de preferência em um copo longo para evidenciar a espuma. Contudo, existem modelos maiores em garrafas que são próprias para compartilhar.

Prós
  • Marca confiável;
  • Sabor e aromas incomparáveis;
  • Equilíbrio entre o amargor e o dulçor;
  • Tonalidade escura;
  • Corpo robusto;
  • Textura amanteigada;
  • Espuma cremosa;
  • Teor alcoólico agradável.
Contras
  • Preço alto.

Cerveja Kriek Boon

Quer tomar uma cerveja totalmente diferente de tudo o que você já provou até hoje? Pois bem, neste caso indicamos a Kriek Boon por ser uma cerveja do tipo Lambic, ou seja, de fermentação espontânea.

Sua origem belga contribui para um preço muito alto, contudo a diferenciação de sabores faz o investimento valer a pena em uma ocasião especial.

O volume de 375 ml é ideal para dividir em dois para um jantar romântico, principalmente na hora da sobremesa. Tal cerveja vai muito bem com doces leves, assim como petit gateau, creme brullé e panna cotta com calda de frutas vermelhas.

A composição é feita com cerejas frescas fermentadas juntamente com fragrância de frutas vermelhas e campestres, além de amêndoas que geram um toque ácido. Conheça também quais as melhores marcas de adoçante do mercado.

Sua estrutura é bem leve, mas por outro lado, a graduação alcoólica de 5,5% fazem desta bebida um pouco difícil de beber, então sirva doses menores.

Prós
  • Fermentação natural;
  • Alta acidez e dulçor;
  • Com cervejas frescas;
  • Combina com sobremesas simples;
  • Teor alcoólico elevado;
  • Fechamento por rolha;
  • Tonalidade clara;
  • Ideal para os dias mais quentes do ano.
Contras
  • Muito caro.

Cerveja Premium Heineken

A Heineken é abundantemente consumida em todo o mundo e aqui no Brasil não é diferente! Esta cerveja possui uma classificação mais comercial, podendo ser acessada facilmente em engradados ou de modo unitário em qualquer supermercado, bar ou restaurante.

Seu estile Premium American Lager e a fermentação padrão do tipo Lager conferem notas simples, porém com um retrogosto amargo que costuma agradar boa parte dos consumidores.

A origem holandesa já não influencia em seu terroir, tendo em vista que a mesma já é produzida em diferentes locais do mundo, inclusive aqui no Brasil. Não deixe de conferir também quais são as melhores Vodcas do mercado à venda no Brasil.

O preço pode ser considerado o seu maior atrativo, além disso a Heineken Premium é comercializada em latas de 250 ml e 350 ml ou em garrafas de vidro com 600 ml e 1 litro.

São outras características específicas desta bebida tão importante para este setor: IBU 19, graduação alcoólica de 5% e harmonização facilitada (hambúrgueres, frituras, pizzas e diversas castanhas).

Prós
  • Consumida mundialmente;
  • Preço baixo;
  • Disponibilidade em diversos volumes;
  • Alto grau de amargor;
  • Retrogosto prolongado;
  • Combina muito bem com alimentos gordurosos;
  • Coloração média
  • Teor alcoólico elevado.
Contras
  • Poucas notas secundárias de aroma e sabor.

Cerveja Madalena Double IPA

Que a cerveja IPA é bem intensa no amargor proveniente da presença do lúpulo, os modelos Double IPA são ainda mais potentes nestes quesito.

O teor alcoólico de 7,5 % é o ponto de maior destaque aqui, juntamente com a robustez da estrutura. Em contrapartida, atente-se pois esta bebida contém cevada, glúten, trigo, glúten e centeio.

A produção é feita integralmente no Brasil e o processo utiliza uma dose elevada de lúpulos que contribuem para acentuar o amargor e as notas intensas, tanto no aroma quanto no sabor.

Sua cor evidencia o âmbar e, mesmo tendo tantas características intensas, sua degustação mantem-se elegante e fácil de beber, em especial pelo equilibro da fermentação.

Em complemento podemos citar os seguintes pontos: espuma cremosa, embalagem moderna, aroma majoritariamente cítrico e harmonização com alimentos ácidos ou untuosos por contraposição.

Prós
  • Marca nacional;
  • Combina com alimentos cítricos e gordurosos;
  • Sabor e aromas incomparáveis;
  • Retrogosto amargo;
  • Tonalidade média;
  • Corpo robusto;
  • Contém ingredientes e derivados alergênicos;
  • Espuma cremosa;
  • Notas muito alcoólicas.
Contras
  • Valor médio.

Cerveja Duvel Gf 330 ml

Caso você possa gastar um pouco mais, então a cerveja Duvel Gf é a mais indicada, principalmente para quem quer experimentar uma versão importada da categoria premium.

O que mais chama a atenção é o número de recomendações online deste modelo, mas não é por acaso, sua embalagem é exclusiva e pode ser utilizada como uma ótima decoração.

A concentração elevada de álcool (8,5%) é resultado do processo de fermentação exclusivo que também gerar as notas frutadas e adocicadas facilmente percebidas na degustação.

No paladar, fica evidenciado suas características de pureza e equilíbrio de sabores, que combinam muito bem com cogumelos e queijos com alto teor de umami.

Ademais, a Duvel Gf possui um volume padrão de 330 ml indicado para consumo em até duas pessoas. Atente-se pois este modelo contém glúten.

Ao final, é indispensável ter uma cautela no momento do serviço desta bebida. De modo geral, prefira os copos mais largos para evidenciar a fluidez do líquido as leveduras, já que sua espuma é bem curta e tal bebida não é filtrada.

Prós
  • Frasco exclusivo;
  • Amargor forte;
  • Bom rendimento;
  • Tonalidade intermediária;
  • Textura encorpada;
  • Espuma curta;
  • Teor alcoólico superior.
Contras
  • Muito caro;
  • Contém glúten.

Cerveja Pilsner Urquell

Após tantos modelos clássicos e requintados não poderíamos fechar este ranking em baixo nível, não é verdade? Assim, escolhemos a cerveja tcheca Pilsner Urquell para ocupar a décima posição.

Produzida pela clássica cervejaria Plzensky Prazdoj, na cidade de Plzeň e detém o primeiro registro legal de uma receita Pilsen.

Esta categoria é hoje apreciada em todo o mundo, sendo assim o investimento mesmo que alto é necessário para que você possa literalmente provar uma parte desta história tão marcante.

As maiores características são o teor alcoólico de 4,4% e a espuma cremosa de longa duração, mas lembre-se de servi-la em um copo comprido e de boca média.

Tal cerveja conversa muito bem no paladar com peixes, frutos do mar e frituras, além de queijos diversos e saladas clássicas.

O lúpulo participa aderindo notas florais e de médio amargor, enquanto a refrescância no retrogosto é o que mais marca essa bebida.

Prós
  • Marca clássica;
  • Espuma persistente;
  • Sabor e aromas únicos;
  • Amargor médio;
  • Alta refrescância;
  • Nível de álcool agradável;
  • Lúpulo marcante.
Contras
  • Valor superior.

Melhores Cervejas Custo Benefício

A cerveja que fica com o título de melhor em custo benefício de 2021 é a Hoegaarden Witbier, pois mesmo tendo um rendimento médio o preço é extremamente atrativo em relação às suas qualidades.

Sua maior característica fica por conta das notas de semente de coentro e de casca de laranja que são exclusivas, juntamente com o corpo suave e os aromas leves.

Aliás, a harmonização é outro ponto de facilidade aqui, ideal para servir com uma entrada fresca ou até mesmo com um prato principal leve.

Ela possui ainda um grau alcoólico agradável, textura turva e um aroma condimentado.

Portanto se você quer algo diferente das cervejas convencionais e gastando praticamente o mesmo preço, então a Hoegaarden Witbier pode te agradar em muitos quesitos.

Melhor Marca de Cerveja

Para definir a melhor marca deste ano foi necessário avaliar cada uma que passou por nosso ranking, nos mais diferentes pontos de vista.

Neste contexto podemos evidenciar a Heineken como a mais versátil e vendida nos últimos anos e que pode ser acessada por qualquer pessoa pelo custo.

Por outro lado, sob a perspectiva histórica tanto a Guinness quanto a Pilsner Urquell merecem ser tomadas pelo menos uma vez na vida!

Como escolher as Melhores Cervejas?

Deu pra notar que existe uma infinidade de cervejas, não é mesmo? Por isso, saber compará-las é essencial para uma compra segura e que possua grandes chances de agradar seu paladar.

Assim, separamos uma série de aspectos que poderão facilitar sua decisão final. Compreenda:

Tipos de Cerveja:

O primeiro ponto de análise é a categoria que você prefere, que pode ser: Porter, Sour, Lambic, Wild Ale, Stout, Witbier, IPA, e outras.

Posto isso, caso você seja iniciante neste mundo de cervejas uma boa alternativa de entrada são as versões à base de trigo. Essas são as bebidas mais aceitas por quem não gosta de sabores muito fortes ou amargos, tendo principalmente um alto grau de refrescância e notas ácidas, frutadas ou florais.

Entre as cervejas de trigo mais comuns estão os modelos Weizen, Witbier e Weiss. Vale lembrar que ambas são praticamente idênticas, alternando apenas de acordo com o local de origem.

Deseja uma cerveja popular, de fácil aceitação e harmonização? Então não pense duas vezes e aposte nas modalidades Pilsen ou American Lager. Geralmente elas respeitam a lei de pureza alemã em suas receitas e apresenta somente 4 ingredientes (malte, lúpulo, fermento e água).

A IPA (India Pale Ale), por sua vez, é a mais indicada para quem possui um paladar mais apurado e que apreciam um amargor pronunciado. O grau alcoólico também costuma ser alto nesta modalidade. Se você preferir versões ainda mais agressivas no paladar opte por uma Double IPA.

Ademais, temos as categorias Porter e Stout que possuem uma complexidade de sabores tostados, espumas cremosas e a coloração escura que remetem à torra do malte no início do processo de fabricação.

Para os dias mais quentes de verão, um piquenique ou uma confraternização, aposte nas Sour ou Lambic, que correspondem às cervejas mais frutadas e refrescantes da atualidade, harmonizando muito bem com sobremesas.

IBU:

Não tem jeito, quando falamos de cerveja premium o amargo quase sempre está presente, porém basta saber qual é a potência que você mais gosta.

Para te ajudar nesta consulta, a medida de IBU será um grande aliado. Via de regra, a escala pode variar de 0 a 120.

Assim, os modelos mais básicos e leves apresentam 20 BTU, no caso das cervejas claras ou de trigo. Para quem gosta de algo mais radical, opte pelos modelos com mais de 60 BTU.

Rendimento:

O volume de uma embalagem pode influenciar diretamente na experiência que você terá com a cerveja, porém diversos fatores também possuem sua parcela de importância.

Quanto mais forte for a bebida, menos volume você precisará para servir mais pessoas, mas para efeito comparativo, escolha os modelos de até 350 ml para consumo unitário e acima de 500 ml para compartilhar.

Ingredientes:

Com o crescente número de novas cervejarias este parâmetro tem ficado cada vez mais disperso, mas existem alguns ingredientes indispensáveis, são eles: lúpulo, fermento, água e malte.

No entanto, a forma como cada um deles é trabalhado e a quantidade de componentes secundários irão mudar totalmente as características da bebida.

Aliás, dependendo do local da colheita dos grãos, o terroir da bebida será sentido no sensorial de uma maneira totalmente dissemelhante.

Teor Alcoólico:

O nível de álcool apresentado por uma cerveja dirá muito sobre ela e os efeitos que serão gerados de modo secundário ao organismo do usuário, assim todo o cuidado é pouco.

Em suma, deve-se compreender qual é o seu perfil em relação às suas preferências e gostos pessoais.

Leve em consideração ainda que muito álcool pode atrapalhar no sensorial, então a não ser que seja proposital, evite excessos e lembre-se: beba com moderação!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui